SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA

ASTRONOMIA E POESIA: OS DOIS FOCOS DA ELIPSE (CP12)

Autores: 

Carlos Magno Sampaio (Universidade de São Paulo/IF e FE) , Luis Paulo Piassi (Universidade de São Paulo/IF-Usp/EACH-Usp)

Palavras-chave: 

Física; astronomia; literatura; poesia; ensino

A elipse, cuja utilização é fundamental em construções de frases para suprimir ou omitir palavras subentendidas e que aparece no poema escolhido de Manuel Bandeira “rondó dos cavalinhos” foi analisada por nós numa transformação dos elementos de significação, constituiu a nossa proposta em ensinar através da poesia e discutir os possíveis vínculos entre Física e Literatura. Selecionamos este poema por sua temática associável ao conhecimento científico, além de sua inegável qualidade artística, por permitir numa análise semiótica a possibilidade de aludir a importância da descoberta geométrica da elipse, levando a uma discussão de sua construção concreta, suas definições matemáticas e que serviu para a formulação da lei das órbitas de Johannes Kepler. Por meio desse enlace encontrado na figura da elipse, utilizando a semiótica estrutural greimasiana, mudando o foco do significante e do significado do que se lê e interpreta, buscamos traçar a linha que une esses dois pontos de vista aparentemente antagônicos, demonstrando que por serem eqüidistantes a um ponto comum, se interligam.
 

Arquivo do Trabalho: 

application/pdf iconSNEA2012_TCP12.pdf

CONTATO

Sociedade Astronômica Brasileira
Rua do Matão, 1226 - Cidade Universitária - USP
CEP 05508-900 - São Paulo - SP
Tel: (11) 98154-8772 - e-mail: secret@sab-astro.org.br/ sab.secretaria.email2@gmail.com
Horário de atendimento: Terça e Quinta-feira das 09h00 às 12h00 e das 12h30 às 15h00
Powered by Wild Apricot Membership Software