SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA

ANÁLISE DOS CONCEITOS ASTRONÔMICOS APRESENTADOS POR PROFESSORES DE ALGUMAS ESCOLAS ESTADUAIS BRASILEIRAS (CP34)

Autores: 

Marcos Rincon Voelzke (Universidade Cruzeiro do Sul), Edson Pereira Gonzaga (Universidade Cruzeiro do Sul)

Palavras-chave: 

Ensino de Astronomia, Capacitação de professores

A razão para o desenvolvimento deste trabalho baseia-se no fato de que muitos professores da Educação Básica (EB) não lidam com conceitos relacionados à astronomia, e quando o fazem eles simplesmente seguem livros didáticos que podem conter erros conceituais. Como é de conhecimento geral a astronomia é um dos conteúdos a serem ensinados na EB fazendo parte dos Parâmetros Curriculares Nacionais e das Propostas Curriculares do Estado de São Paulo, mas é um fato, que vários pesquisadores apontam, a existência de muitos problemas no ensino da astronomia. Com o propósito de minimizar algumas dessas deficiências foi realizado um trabalho de pesquisa com a utilização de questionários pré e pós pesquisa, para tanto foi desenvolvido um Curso de Extensão Universitária para professores da Diretoria de Ensino Regional (DE) que abrange Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra (no Estado de São Paulo) com os seguintes objetivos: levantar concepções alternativas; subsidiar os professores por meio de palestras, debates e workshops, e verificar o sucesso da aprendizagem após o curso, adotando-se como referência, para a análise dos resultados, os dicionários de Língua Portuguesa (FERREIRA, 2004) e Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica (MOURĀO, 1995). Portanto, dezesseis questões foram aplicadas antes e após o curso, assim pode-se verificar após a pesquisa que 100,0% dos professores sabiam os nomes das fases da Lua, 97,0% entenderam que o Sistema Solar é composto por oito planetas, 78,1% foram capazes de explicar como ocorre um eclipse lunar, um eclipse solar e um solstício, 72,7% sabiam como explicar a ocorrência das estações do ano; 64,5% explicaram corretamente a ocorrência do equinócio, 89,7% foram capazes de definir adequadamente o termo cometa; 63,6% definiram asteróide, 54,5% meteoro, 58,1% galáxia, e 42,4% planeta. Os resultados obtidos indicam uma aprendizagem significativa por parte dos participantes.

Arquivo do Trabalho: 

application/pdf iconSNEA2011_TCP34.pdf

CONTATO

Sociedade Astronômica Brasileira
Rua do Matão, 1226 - Cidade Universitária - USP
CEP 05508-900 - São Paulo - SP
Tel: (11) 98154-8772 - e-mail: secret@sab-astro.org.br/ sab.secretaria.email2@gmail.com
Horário de atendimento: Terça e Quinta-feira das 09h00 às 12h00 e das 12h30 às 15h00
Powered by Wild Apricot Membership Software