SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA

QUESTIONAMENTO, OBSERVAÇÃO E REGISTRO DE FENÔMENOS NATURAIS NA SALA DE AULA DE CIÊNCIAS (CP1)

Autores: 

Alcione da Anunciação Caetano (Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte, MG)

Palavras-chave: 

astronomia, registro, modelos, aparelhos, ensino e aprendizagem

Apresento o relato de um trabalho realizado em uma escola pública municipal de Belo Horizonte a partir de um projeto desenvolvido com crianças das séries iniciais (09 anos de idade) em atividades de ensino de Ciências Naturais com temas do conhecimento físico/Astronomia. O projeto foi desenvolvido com duração de aproximadamente 05 meses. Trabalhei com os temas: fases da Lua; luz e sombras; construção do calendário; conceito de escala; representação do nosso sistema solar. Para realizar este trabalho procurei proporcionar o uso efetivo de recursos materiais (brinquedos, globo terrestre escolar, réguas, barbante, “medidor de sombras”, gnômon, “rodômetro”, calendário, anuário, imagens, textos escritos de diversos gêneros, instrumentos para observação do céu), estratégias e intervenções pedagógicas. Foram observados e simulados situações e eventos em função da importância dada à construção significativa das interações estabelecidas entre as crianças e os objetos do conhecimento. O objetivo principal foi possibilitar momentos de problematização de situações cotidianas onde fenômenos astronômicos podiam se tornar observáveis e temas de investigação para a construção do conhecimento.

Para esta minha participação no Simpósio Nacional de Educação em Astronomia 2011, farei um recorte do projeto com foco na construção do calendário. A construção do calendário foi o mote para a realização de todo o projeto e foi feita mês a mês com as crianças. Para efetivar esse trabalho, solicitei das crianças a observação para a posterior representação através de desenho de aspectos da parte clara do dia. Esses registros eram apresentados e analisados em grupo. Esse movimento resultou em uma representação significativa e contextualizada dos fenômenos astronômicos que ocorriam no dia a dia e antes passavam despercebidos porque as crianças estavam desprovidas de questionamentos para a construção do conhecimento. Este trabalho envolveu a observação da alternância entre dias e noites, o passar do tempo registrado no relógio (Hora Legal), a relação disto com o movimento aparente do Sol e o aparecimento da Lua em diversas fases e turnos do dia (24h) dentre outros aspectos.

Ao preparar a sala de aula para o início do projeto, selecionei material específico e diversificado tanto para meu uso quanto para o uso das crianças. Era preciso não somente planejar as atividades a cada etapa, separar e testar materiais, verificar condições de produção e de registro com antecedência, mas também refletir sobre o vivido em sala de aula para rememorar as facilidades ou dificuldades encontradas nas ações e projetar estratégias e intervenções que contribuíssem para o avanço na formação cultural, social e cognitiva das crianças.

Em se tratando dos conteúdos de ciências, em especial a astronomia, este trabalho contribuiu para o favorecimento do questionamento, da confrontação de hipóteses, coleta de dados e experimentos, observação orientada, relato e registro de observações. Foi possível oferecer às crianças recursos variados que permitiram que transformassem um fenômeno presente, em algo observável e questionável. Desse modo, pude ver na interação, como as crianças foram construindo possibilidades de apropriação gradativa de formas de pensamento consagradas na cultura. Isto ficou patente também no discurso diferenciado doravante empregado pelos estudantes.

Arquivo do Trabalho: 

application/pdf iconSNEA2011_TCP1.pdf

CONTATO

Sociedade Astronômica Brasileira
Rua do Matão, 1226 - Cidade Universitária - USP
CEP 05508-900 - São Paulo - SP
Tel: (11) 98154-8772 - e-mail: secret@sab-astro.org.br/ sab.secretaria.email2@gmail.com
Horário de atendimento: Terça e Quinta-feira das 09h00 às 12h00 e das 12h30 às 15h00
Powered by Wild Apricot Membership Software