Pierre Kaufmann – pioneiro da rádio astronomia brasileira

18 de fevereiro de 2017 by Rafael Comarin0


Nota de falecimento – Prof. Pierre Kaufmann (1938-2017)
.
Pierre Kaufmann, coordenador do Centro de Rádio Astronomia e Astrofísica Mackenzie (CRAAM) faleceu na madrugada de hoje 17/02/2017. Além de professor titular da Universidade Presbiteriana Mackenzie era também pesquisador em tempo parcial do Centro de Componentes Semicondutores, CCS, da UNICAMP. Membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC); Membro titular da Academia de Ciências do Estado de São Paulo; Membro do Comitê de nomeação do Prêmio da Inamori Foundation, Kyoto, Japão, e membro associado da Royal Astronomical Society (UK).

Sócio fundador da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), membro da SBF, SBPC, SBMO, da International Astronomical Union (IAU) e COSPAR. Representante brasileiro no Scientific Committee on Solar-Terrestrial Physics (SCOSTEP), no Scientific Committee on Antartic Research (SCAR) e na Comissão de Rádio Astronomia da Union Radio Scientifique International (URSI)Sócio fundador da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), membro da SBF, SBPC, SBMO, da International Astronomical Union (IAU) e COSPAR. Representante brasileiro no Scientific Committee on Solar-Terrestrial Physics (SCOSTEP), no Scientific Committee on Antartic Research (SCAR) e na Comissão de Rádio Astronomia da Union Radio Scientifique International (URSI)

Fundador do Grupo de Rádio Astronomia e Astrofísica Mackenzie (GRAAM) em 1960, hoje CRAAM, foi o responsável pela construção dos rádio observatórios do Ibirapuera (São Paulo), Umuarama (Campos do Jordão), Itapetinga (Atibaia), VLBI em Eusébio (Fortaleza), Telescópio Solar Submilimétrico (Argentina), POEMAS (Argentina), Laboratório Antártico de Pesquisas Ionosféricas e o Observatório Solar Mackenzie (São Paulo).

Sempre um espírito inovador, com fomento nacional e internacional, coordenava ainda vários projetos inéditos com fotômetros na faixa THz e infravermelho para observação solar no solo, na estratosfera e no espaço, além de um novo sistema de georreferenciamento.

Durante a sua carreira (1961-2017) publicou 204 artigos em periódicos indexados, é autor do livro “La Atmosfera Solar y su Investigación atraves de Ondas Radioeletricas”. Depositou 7 patentes, tendo obtido a concessão internacional da patente “Sistema e Processo de Posicionamento Geográfico e Navegação”. Além disso formou várias gerações de rádio astrônomos, tendo orientado 17 mestres e 7 doutores, e supervisionado 8 pós-doutores.

A rádio astronomia e a física solar brasileira perdem hoje seu maior expoente!



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *